Sem armas, sem ódio e sem violência
Agosto 23, 2008, 1:05 pm
Filed under: Europa

Num momento em que a criminalidade violenta e alógena prolifera neste meu querido rectângulo, decidi recordar um homem que se notabilizou por via de um acto legalmente punível. Contudo, como ilustra bem o título deste postal, Spaggiari era motivado por algo bem mais nobre que a calanzisse manhosa dos nossos actuais meliantes. Claro que já ouço o vociferar de anátemas dos “law-abiding citizens” da chamada extrema-direita, mas como outrora se dizia; não me importa!

Albert Spaggiari é praticamente desconhecido em Portugal, contudo este patriota entrou para a História por ser o cabecilha de um dos assaltos mais espectaculares e originais de sempre.Spaggiari teve desde cedo uma vida atribulada. Voluntário na Legião Estrangeira, pára-quedista na guerra da Indochina, combatente na Argélia, membro da OAS (Organização do exército Secreto, uma organização clandestina patriótica e anti-descolonizadora) e cuja pertença lhe valeu alguns anos na prisão.

Após a saída das masmorras gaullistas, Spaggiari abriu um estúdio fotográfico em Nice. Contudo, o seu carácter indómito e aventureiro depressa o levou a abandonar a vida cómoda e burguesa.

Em 1976, Albert Spaggiari começou a arquitectar um engenhoso plano para levar a cabo o assalto a uma dependência do banco Societè Generale, situada em Nice. Continuar a ler