Filha putices intelectuais
Julho 19, 2008, 9:13 pm
Filed under: Em foco

O aviltar de símbolos nacionais é hoje encarado como uma atitude de ruptura com o estabelecido, digamos mesmo, para empregar os termos da moda, que é in, até mesmo chic, ou, melhor ainda, cool.

O que era até há algumas gerações considerado sagrado, intocável e inatacável, tornou-se para as gerações actuais o alvo preferencial para, de alguma forma, demonstrarem que são «rebeldes», que estão fora do sistema, e não se cingem à ordem vigente. Contudo, a verdade é que nunca a História se deparou com gerações tão enquadradas e arregimentadas, tão formatadas no politicamente correcto, puros produtos de um sistema totalitário que as modelou e finge granjear-lhes absoluta liberdade, quando a realidade, essa, espelha bem que as actuais gerações estão, isso sim, absolutamente estupidificadas pela ignorância dos princípios e valores basilares que fazem permanecer no tempo qualquer comunidade nacional.

Escreveu Lenine, e com ampla razão, que “os intelectuais não são o cérebro da nação, são a sua merda!”. Um dos nossos intelectuais de pacotilha, que mais não é que um «pimba» do mundo das (más) ideias, escreveu numa revista, por sinal de pensamento elevado, um artigo dedicado ao fundador da nacionalidade, D. Afonso Henriques, no qual, de forma vil e rasteira, o energúmeno autor coloca a hipótese de que o nosso primeiro Rei era homossexual.

Perante isto, reclamando das mesmas amplas liberdades que o autor do insultuoso artigo fez uso, e protegido pela liberdade de expressão outorgada pela Constituição da República, tendo em conta o meu exame da vida desse cretino, não resisto em questionar se a mãe dele não era prostituta?


27 comentários so far
Deixe um comentário

Arquefuturista os intelectuais reconhecidos são eleitos pela elite por isso é normal que tenham esse tipo de comportamento quando existe uma elite pimbalhona, os intelectuais também vão reflectir isso.

Comentar por Silvério

Eu também penso que D. Afonso Henriques era gay.
Aliás, gay quer dizer bonito, alegre, e mesmo a um Rei seria conveniente ter estas qualidades para poder “comer” tantas gajas como ele “come1u”. ;o)

Não sou a favor da censura, mas às vezes penso que…

Abraço

Comentar por Pippo

Caro Silvério, só posso entender por aquilo que designas por “elite” a oligarquia que realmente dirige os fios do poder neste nosso país, porque na verdade, esta oligarquia, melhor designada por cleptocracia, de elite nada tem, se entendermos esta íltima designação como o conjunto dos melhores.

Um abraço e saudações identitárias. a ver se marcamos para breve um encontro.

Comentar por arqueofuturista

Caro Pippo, eu também não sou favorável à censura, mas considero que existem limites razoáveis que devem ser comunitariamente cumpridos. Quando numa nação se atenta contra os símbolos nacionais, essa nação dá sinais de que está doente, demonstra que está a ser corroída internamente pelos vírus da dissolução. Recordemos a frase que abre o filme Apocalypto; As nações antes de serem destruídas por um poder exterior, são primeiramente destruídas internamente. É isso que está a acontecer no nosso pais.

Valente abraço e tal como disse ao Silvério, a ver se também marcamos um encontro, e se calhar juntando esta malta toda.

Comentar por arqueofuturista

para certa “intelectualidade” todas as personagens da nossa história tem de ser por força homosexuais, forma que algumas desta mentes encontram para tentarem impor a sua visão cor-de-rosa ao povo comum.
Não será tudo isto o preâmbulo para PS e BE avançarem com esse grande “salto de modernidade” que é o casamento homosexual?

Comentar por RGMateus

Caro Arqueo, creio que temos um amigo comum que gosta muito dos arménios. Combina com ele e eu lá estarei. Tb tenho curiosidade em conhecer-te.

Ab,

Comentar por Pippo

Abjecto. A passar mesmo dos limites. Vou fazer-te um link.

http://nacionalistas.wordpress.com/2008/07/21/comunicado-5/

Comentar por PR

É ainda mais triste se pensarmos que esse idiota se considera monárquico e até já foi candidato a eleições europeias pelo Partido popular Monárquico, com monárquicos destes os republicanos podem dormir descansados,mas que grande monte de merda que este MEC me saíu…Salvam-se as boazonas das filhas!!!

Comentar por Rui Paulino

Não sei se será por pseudo-rebeldia (e que figura fazem esses idiotas, como o Arqueo bem diz totalmente arregimentados pela ideologia dominante – portanto, tudo menos rebeldes) se por vontade expressa de aviltar os símbolos nacionais, a honradez de governantes que só podem envergonhar esta escumalha que nos governa e a tentativa de tudo relativizar. Qualquer pessoa de um mínimo de bom senso não deixará de comparar gerações de reis e homens públicos com espírito de serviço à Nação com a gentinha que se vai governando e enterrando cada vez mais o país na lama em que se sentem tão bem.
Como não têm emenda há que relativizar as grandezas passadas de modo a que a comparação não seja tão avassaladora para os coevos.

Comentar por atrida

O primeiro e único programa de rádio feito em Portugal, de portugueses para Portugueses!

1ª Emissão em inícios de Agosto!

http://voznacionalsocialista.blogspot.com/

Comentar por NSR

Arquefuturista, as “elites” eram claro no sentido em que bem expressaste, não podemos deixar de ver que se desaparecerem as verdadeiras, só essas é que ficarão para influenciar as massas.

Venha de lá esse encontro. Temos andado muito faltosos mas é sempre um prazer outras formas de convívio que não pela net.

Comentar por Silvério

E eu que até achava piada a alguns dos seus escritos… (nos anos 90 era “politicamente correcto” e olhado de lado por ser de direita…) enfim, a cocaína faz destas coisas ao cérebro!

Comentar por Ossos

Ora o Silvério acertou no ponto. É de facto uma questão de elites – do ambiente ideológico em que são criadas e em que vivem. O badaMECo é simplesmente… coerente. Sim, coerente. Nos anos oitenta, e ainda nos noventa, era uma figura me(r)diático-intelectual de Direita, mas da Direita copinho-de-leite, universalista e anti-étnica. Ora, sendo um gajo de introspecção e rigor intelectual, prosseguiu o seu caminho NATURAL e hoje diz abertamente que o partido que tem o melhor programa e «o MAIS NATURAL» é o BE.

Só se surpreende com isto quem não conhecer a própria mecânica dos corpos que caem: um corpo quando cai, vai caindo sempre mais fundo, na mesma direcção, e cai até ser travado por algo que lhe é exterior.

Comentar por Caturo

Arqueo, recomendo-te a leitura deste artigo [não precisas de colocar este post no blogue, se quiseres podes é colocar o link]

http://www.ciari.org/opiniao/e_europa-estupido.htm

Ab,

Comentar por Pippo

E qual é o problema de o A.H. ser gay? O Mishima também era!!!

Comentar por Chulé

Caro Pippo, não gostei do artigo, considero que o autor empregou uma estratégia errada para denunciar a má construção da casa europeia. Se os “nacionalismos” estreitos e odientos são um mal, pior é o nacional-liberalismo de uma direita que teme assumir-se como tal e sempre pronta ajustificar-se ou a escudar-se no reductio ad hitlerum.

Fora de tópico, amanhã (sábado) vou encontrar-me com o nosso amigo comum, se quiseres ou puderes aparecer seria óptimo.

Abraços identitários.

Comentar por arqueofuturista

Chulé, tenho tido paciência contigo. Contudo, és mediocre, és rafeiro, e como não gosto de gente pestilenta é melhor deixares de aqui escrever ou muda de IP e de pseudo, porque pela parte que me toca já não escreves mais neste blog.

Comentar por arqueofuturista

RÁDIO VOZ NACIONAL SOCIALISTA

PROGRAMA #0 JÁ NO AR!

http://voznacionalsocialista.blogspot.com/

LIGA-TE À VOZ DE PORTUGAL! LIGA-TE À VNS!

Comentar por Radio VNS

A gente anda por aqui, vê posts abordando assuntos importantes (com os quais às vezes até estamos de acordo), uns quantos comentários bem fundamentados e pensamos que estamos num sitio sério. Mas depois verificamos que se permite publicidade a blogs NS e ficamos a pensar.
É claro que nesta coisa da politica, do bem e do mal, tudo é relativo.
Cumprimentos

Comentar por Relativista

O Relativista não manifesta a sua indignação quando aqui são publicados postais de comentadores contrários ao que este blog defende. Paradoxalmente, e apenas porque surge uma pessoa que de quando em vez anuncia o seu blog, por sinal NS, ao qual eu póprio já teci algumas críticas, o Relativista insurge-se.
Ora, fazendo jus ao seu pseudo, o seu conceito de liberdade de expressão é bem relativo, bem ao estilo do “liberdade sim, mas para quem pensa como eu”.
Por outra parte, poderia explicitar que tipo de comichão lhe provoca o facto do autor deste blog permitir publicitar neste espaço um blog NS, pois acabo por não perceber se aquilo que o incomóda é a minha atitude não-censória ou o teor NS do blog em causa.

Comentar por arqueofuturista

Boas Arqueofuturista,
Esta questão da liberdade de expressão tem que se lhe diga. Se alguém aqui viesse publicitar um blogue que se denominasse ML, você permitia? Pergunto eu que sou um tipo curioso.
Eu, por exemplo, não tenho nenhum problema com a liberdade de expressão, agora nunca permitiria que alguém viesse a um blogue meu fazer propaganda de blogues que fazem apologia de ideologias totalitárias. Ou o NS não é uma ideologia totalitária? Ou vai-me dizer que todas as barbaridades de que eles são acusados não passam de fantasias hollywoodescas?
Abraço

Comentar por Ninguém

Meu Caro Ninguém, se prestar atenção às caixas de comentários deste blog, por certo encontrará de forma muito acessível que a censura nunca fez parte da política de gestão deste espaço. Uma parte dos comentários aqui publicados são contrários às ideias veiculadas pelo blog, no entanto, encontraram liberdade para se expressarem, mesmo que o desejo dessas pessoas fosse banir este espaço da blogosfera. Desde um parvalhão como o Daniel Oliveira, a acérrimos defensores do Cristianismo/catolicismo (lembre-se, eu sou ateu!), a imbecis multiculturalistas, todos puderam expressar-se aqui. O que não admito, julgo estar bem explícito, são ofensas pessoais ou difamações.

Quanto à publicação de um postal propagandeando um blog ML ou maoista ou mesmo trotskista, não teria problema algum em permitir a publicação do mesmo, e tal como fiz em relação ao blog que está a levantar a celeuma, eventualmente também iria aproveitar para comentar e gizar algumas críticas.

No que concerne ao totalitarismo, acaso a democracia, sim esta mesmo em que vivemos, não é totalitária? Não procura ela imiscuir-se em todos os diferentas momentos das nossas vidas diárias? O que é o politicamente correcto, o pensamento único, o “não há liberdade para os inimigos da liberdade”, senão invenções da democracia actual?

Pois é, o totalitarismo tem muito que se diga, e pior mesmo é aquele totalitarismo que não assume a sua verdadeira face, que actua camuflado sob a capa da defesa da democracia e das liberdades. Os democratas actuais aprenderam bastante bem o discurso semântico-manipulador esquerdista.

Comentar por arqueofuturista

A própria ideia da “engenharia de povos” faz muita confusão na cabeça de uma pessoa livre de preconceitos, pois tradicionalmente é o regime NS acusado disso, mas nunca se fez tanta “engenharia” como actualmente. Não deixa de ser irónico que sejam os acusados de o fazerem, que se opõem e que se preocupam mais com as suas consequências, até mais do que com os rótulos que lhes são atribuidos.

Comentar por Silvério

Um dos problemas contemporâneos é a facilitade com que se rotula um indivíduo e as suas ideias.

Ontem li “Londonistão”, de Melanie Phillips. Não sei como é que ela é rotulada no RU, mas aqui certamente que seria chamada de nacional-socialista, nazi, racista, islamófoba, etc.. E contudo, quem souber ler o que ela escreveu verá que ela tem razão…

Gosto muito da democracia e da liberdade individual, mas creio que não vivemos a primeira e abusámos enormemente da segunda. Pagaremos por isso. Aliás, já estamos a pagar…

Comentar por Pippo

E sem querer fazer propaganda à senhora em causa, aqui vai um link para um interessante artigo da sua lavra.

http://www.melaniephillips.com/articles-new/?p=599

Ab,

Comentar por Pippo

A mim não me faz comichão nenhuma que permita aqui propaganda NS, afinal o blog é seu. Lê quem quer e quem estiver mal que se mude.
Seja como for, constato que você nem uma só vez você se demarca dessa “incompreendida” ideologia.
Não o incomodarei mais, passe bem.

Comentar por Relativista

Escreve bem o Relativista, o blog é meu, logo, eu é que sei o que assenta bem ao mesmo ou não, assim como sou eu quem decide o que deve ou não ser censurado, sendo que nessa matéria já deixei bem expresso o que é que aqui não tem lugar.

Quanto à ideologia incompreendida, eu tiro-lhe as aspas sem pejo algum, e aconselho-o a procurar ler obras escritas por NS e não os livritos detractores que pululam pelas livrarias. Mais acrescento que terá alguma dificuldade em encontrar essas obras e olhe que não é porque os NS não escreviam, muito pelo contrário…
De resto, porque motivo teria de demarcar-me dessa ideologia, acaso tenho de apresentar um certificado de militante anti-nazi e anti-racista a alguém?
Não me incomoda nada, mas reparei que se sente incomodado por eu não me sentir incomodado, embora eu não o queira incomodar, porque as suas observações também não me incomodaram.

Comentar por arqueofuturista




Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: