Barack Obama, a white-made man
Janeiro 6, 2008, 1:00 pm
Filed under: Em foco

Self-made man é uma expressão em inglês, e amplamente empregue nos Estados Unidos da América, a qual procura designar uma pessoa, no caso um homem, que construiu a sua vida e atingiu o sucesso graças aos seus próprios esforços. Ora, no caso de Barack Hussein Obama, candidato pelo Partido Democrata às Presidenciais, não se pode dizer isso. Obama é um produto da esquerda americana, um homem que foi criado e moldado por uma classe política, e que é carregado promocionalmente ao colo por todo um aparelho mediático. A sua recente vitória no Iowa, um Estado com 93% da população Branca, é expressão directa de decénios de Affirmative Action, dessa política de racismo invertido que visa combater a discriminação das minorias através da discriminação da maioria.

Se Hillary Clinton sofreu o vexame de da derrota, à actuação errónea de uma vida política o deve, na medida em que o seu oponente não é senão um produto daquilo que Hillary, o seu marido e outros hippies, muito em voga nos idos anos 60, histericamente advogavam. Finalmente o Melting Pot, que Hillary tanto defende, está a surtir efeito, traduzindo-se consequentemente no American Way of Death. Hillary Clinton, e não apenas esta, sofre agora as consequências das suas políticas. Obama deve estar grato pelo figurão que o casal Clinton fazia noutros tempos, pois se não fossem eles…