Somos Portugueses
Agosto 12, 2007, 9:08 pm
Filed under: Raízes

    

Somos povo, somos raça, da terra que o mar abraça,
Nessa Europa Ocidental. Somos a seiva e raiz,
Desse mais belo país que se chama Portugal…
Somos dom, somos vontade inventamos a saudade,
Que é tão nossa e nos ufana. Somos gente portuguesa
Que mantém viva e acesa essa chama Lusitana…


27 comentários so far
Deixe um comentário

Epá chama Lusitana para aqui, para ali!
E a Galaécia (ou lá como isso se escreve)?
Usem e abusem da dualidade Lusitânia/Galaécia para seduzirmos uns Nortenhos e uns Galegos, pá!

E para quando uma “gaja” (Deusa na língua dos antigos qualquercóisos) do Ocidente Ibérico?

Ah, ouvindo MTV, para quando um ataque a Valetes, a Bosses ACis e outros pseudo rappers negros com a mania que são Portugueses e com o sonho de compreenderem algo sobre política ou sociedade? É que dão-me tamanha raiva com os seus videoclips, que só me apetece cuspir-lhes na cara!

Comentar por Camões

Só uma questãozinha para satisfazer a minha curiosidade.
Alguém aqui apoia ou votaria no PNR?

Comentar por Camões

Agora que fizeste um ano, podias pôr no topo do teu blogue, “Se és Nacionalista que Deus te abençoe, se és Identitário que Deus te perdoe” ;)

Comentar por Pantera

Só uma questãozinha para satisfazer a minha curiosidade.
Alguém aqui apoia ou votaria no PNR?

Neste estado clínico não, mas com uma ou duas limpezas, aquilo ia ao lugar

Comentar por Pantera

Gostei do que li.
É a nós que cabe o futuro.É a nós que ele nos pertence.
Vamos merecê-lo.

Comentar por joão aguiar

Caro Camões, para seduzir os galegos já existem organizações suficientes na Galiza, que não obstante terem a minha simpatia, como é o caso do IDEGA, têm sedes próprias para o fazerem, ainda que eu em breve pretenda passar aqui um vídeo propagandísticodo IDEGA, como forma de apoio às pátrias carnais.

Quanto a Valetes, Bosses AC’s e quejandos, ferozmente promovidos e impostos pelos meios de comunicação à nossa juventude, não se preocupe que estarei atento, mas se entretanto o Camões tiver conhecimento de algum acto racista anti-português desses “jovens” diga.

Comentar por arqueofuturista

Caro Pantera, não resistes a dares umas bicadas não é!
Embora engraçada, a frase tem absolutamente mais sentido, actualidade e pertinência no inverso. Contudo falta um pormenor importante para que eu a pudesse publicar; a minha descrença em Deus.

Comentar por arqueofuturista

Caro João Aguiar, devo dizer que os bonitos versos não são da minha autoria, mas também não lhe consigo precisar quem é o autor.

Porém, o que interessa reter é que devemos ter os olhos no passado com vista a estabelecermos no presente os alicerces para o futuro.

Comentar por arqueofuturista

Pelo menos tentamos. E insistimos. Sempre.
( A saga continua…lololol).
Abraço.

Comentar por PR

Pelo menos tentamos,insistimos e eu não consigo comentar.
( a saga continua…lolol)
Abraço.

Comentar por PR

Que o PR está a insistir isso não duvido. Ahaha

Não consegue comentar porquê? (pergunta eventualmente estúpida, porque se não consegue comentar possívelmente não me irá responder)

Comentar por arqueofuturista

Já alguem reparou que esse parvalhão do António Lugano escreve num fórum chamado fórum Galaécia onde é só anormais como um tal Zagas e onde esse Lugano defende o separatismo entre o norte e sul de Portugal?
Quem defende o separatismo só tem um nome: traidor!

Comentar por Zás-Trás

eles acabam por ter alguma razao, ja que o Norte de Portugal também é Galego como a Galiza e ambos estao mais proximos um do outro do que o norte esta do centro e sul de Portugal, que são Lusitanos.
Se apoiamos as patrias carnais e apoiamos a independencia da Galiza, a verdade é que faria mais sentido o norte ser da Galiza, penso eu.
A mim não me causa problema nenhum, sou Lusitano e não me importo de ver o meu país ser verdadeiramente lusitano em vez de ser Galaico Lusitano.
Já agora, esses não são os unicos, esta pagina tambem defende o separatismo http://www.geocities.com/mobimentopt/Portugale.html
Pelas pátrias carnais, Portugal Galego a norte e Lusitânia Lusitana a sul, porque não?

Comentar por chico

Só uma questãozinha. Vós pareceis muio vinculados a correntes intelectuais, eu não, eu penso por mim e não tenho paciência para aturar “filósofos” e “sabedores”, enfim os ditos intelectuais.
Portanto pergunto-vos:
Quem é esse tal António Lugano?
E porque é que vós vos preocupais tanto com ele?

Comentar por Camões

Chico, e o Alentejo? Também não era própriamente “terra Lusitana” foi posteriormento Colonizada.
E eu que tenho 3 bisavós “Galaicos” fico aonde?
E Portugal, que foi fundado e construido a partir da “Galécia”?
De onde achas que veio a maioria dos colonizadores do Centro e Sul de Portugal? Pois… da “Galaécia”, e então como é que fica?
E de onde vieram os colonizadores do Norte de Portugal e da Galiza? Em grande parte das Astúrias, e então queres ser Espanhol, ó traidor da pátria?

Realmente os Mouros passaram menos tempo no Norte e Portugal foi feito a partir do Norte, a nossa língua nasceu no Norte, portanto a poder escolher, abandono esta minha amada cidade de Lisboa e torno-me “Galaico” carago!

Eu sou Português não sou Lusitano nem Galgo. Sem o Norte não existiria sequer o Centro portanto parem de reclamar! A verdadeira diferença não é Norte-Sul (pelo menos até ao Alentejo) mas Oeste-Este, por isso é que a Galiza é tão próxima do Norte de Portugal, pela mesma razão o Algarve também seria mais proximo do Alentejo do que da Andaluzia (embora em menor escala)
E para os cavalos ou seja “os puros Lusitanos” tenham em conta que Lisboa só se tornou a capital do país porque Lisboa estava mais protegida face aos outros reinos Hispânicos que Guimarães, Porto, Braga ou Coimbra.
Morte aos traidoresda pátria!
Morte, sejam Alentejanos, Algarvios, Lusitanos, do Norte, Ilhas ou Galegos!
Respeito mais qualquer imigrante, cigano ou “filho de” que traidores!

Comentar por Camões

Só mais uma “luzinha” para a LUSITÂNIA de cavalos puro sangue como aqui o nosso amigo Chico.
O único orgulho, infelizmente, que reúne todos os Portugueses em torna da sua Pátria é a Selecção Nacional.
No jogo com a Arménia, jogaram 14 jogadores dos quais:
1 nacseu em São Paulo;
5 na Área Metropolitana de Lisboa, dos quais dois negros e um cigano;
1 é Madeirense;
Todos os Outros são naturais de entre os rios Douro e Minho.

Conclusões:
Dos melhores jogadores Nacionais, 50% São “Galaicos” e daqueles que nasceram na “Lusitânia” apenas 20% são Europeus, Ibéricos e provávelmente de ascendência “Lusitana”.
Ridículo, não… esse conceito de Lusitania que não necessita do Norte…

Comentar por Camões

pensar,… pensar,..pensar,…e nâo permitir jamais que o politico seja patrão,… como de direito ele não o é. Entretanto enquanto o povo joga onomatopeias au vento e, em ele já se perdeu,…pensem,…pensem,……….!

Saudações com elevação!……

Comentar por Emanuel

Eu tb. escrevo no Forum Gallaecia. A,guns nos membros que lá andam são estúpidos. Falar de separatismo é uma parvoíce pois Portugal É GALAICO e não Lusitano. Portugal nasceu do génio Galego e a maioria dos Portugueses descende de GALEGOS. A propaganda Salazarista e o autores romanticos como Gil Vicente e Camões é que utilizaram VIRIATO como herói de uma pátria que nunca existiu. Quando o condado portucalense se expandiu já não existia etnia lusitana há SECULOS. Por um lado por os romanos terem chacinado grande parte deles e por séculos de domínio Mozarabe! Os Galaicos, por outro lado, foram mais herméticos a estas influencias e por isso ainda hoje se notam traços culturais incrivelmente semelhantes entre Galiza e Norte de Portugal enquanto que estes nao se verificam especialmente entre o Norte e outras regiões Portuguesas. Atenção que a maioria dos Nortenhos não querem anexações e separações. Querem é o direito histórico de serem chamados pelo nome: GALAICOS, GALEGOS e de verem reconhecido o papel fundamental dos seus antepassados. Quando chama PATRIA LUSITANA a Portugal é uma mentira e uma falta de rigor absurdo. A Lusitania deixou de o ser a partir do momento em que se falava Arabe durante séculos a fio. O que somos hoje devemo-lo ao Noroeste Iberico. Pena que D.A.Henriques e a sua ambição por terras e poder levou a quebrar os planos de D.Teresa de reunificar as 2 Gallaecias (Bracarense e Lucence) pois, se assim fosse, o nosso país seria provelmente muito mais comprido, rico e completo.

Comentar por GabKoost

meu senhores, a minha opinião é baseada na ideia de que não existe nenhum país significativamente homogéneo na seu legado histórico, cutural e racial.

portugal é mais um…

eu sou galaico. e aproveito para visitarem o meu blog OGALAICO.

Embora me agrade a ideia de juntar a galiza ao norte por um questão histórica, tenho a perfeita noção que não poderia haver vez alguma separação do norte do resto do país!

mas uma coisa é certa, o norte e a galiza tem uma cultura, uma lingua e um modus vivendi homogêneo, baseado na cultura altlântica, no legado celta, e civilização castreja.

culturalmente defendo a separação porque só assim faz sentido. http://www.opatrimonio.org/pt/principal.asp

e defendo claro a regionalização, porque nós do Norte ou Galaicos somos ostracizados pelo centralismo de Lisboa.

nós galaicos só queresmo ser respeitados enquanto região diferente dos padrões “lusitanos”.

o nosso povo é o galaico e não lusitano, e foram estes galaicos que formaram o país que hoje temos!

Comentar por zixsix

Caros,

Este é um assunto sobre o qual já ouve uma altura em que me interessei, já me incomodei o suficiente em discussões inúteis e que aparentemente volta sempre a aparecer.

Em primeiro lugar todos são livres de ter a opinião que tenham relativamente às fronteiras políticas, étnicas e culturais que consideram suas. Não fico especialmente ofendido por haver quem ache que do Douro para cima (ou Mondego, nunca sei) é tudo “Calaicos”. Tal como suponho não deverem ficar chateados se Brangança reivindicar a sua separação, e assim sucessivamente, mas isso é outra conversa.

O que me chateia de facto enormemente é esta embirrância com a palavra “Lusitano” e “Lusitânia” e a atribuição a elas de um significado no mínimo anacrónico e no máximo ridículo. *Nunca*, desde a ocupação Romana, quis Lusitânia ou Lusitanos significar mais do que um termo relativo a localização e quando muito a uma raíz simbólica (à laia dos Gauleses, etc).

Acordar e ver pessoas a falarem dos “Lusitanos” como se estes fossem uma massa étnica uniforme distinta de outra massa étnica uniforme é algo de arqueologia mental profunda – a não ser (o que é aceitável) que o usem de forma também elas simbólica, mas normalmente não é isso que parece.

Nesse sentido:

* Aparentemente sabem mais do que toda a gente: é que em termos arqueológicos os especialistas têm extrema dificuldades em separar Lusitanos e Gallaeci, sendo agrupados em termos linguisticos e de origem, pelo que tenho sérias dificuldades em compreender quem quer através do empolamento de povos proto-históricos cujas próprias relações são complexas de identificar e isolar tal a semelhança descrever Portugal como um país multi-étnico.

* Lisboa e a regionalização: não deixa de ser interessante este argumento, em especial porque ainda estou para conhecer um Lisboeta que seja de facto de Lisboa nas últimas 3 gerações. Isto confunde além do mais a questão da macrocefalia do país – que é verdade e gravíssimo – com questões de identidade nacional. A indignação pelo “esquecimento” a que é votado a maior parte do país por “Lisboa” é não só natural como absolutamente necessária.

* Volto a dizer que reconheço o direito de cada um achar o que achar. Repito apenas o que já disse noutras ocasiões: tudo isto dá uma sensação de tribalismo cujo fim é difícil de prever.

Portanto cada um continue a defender o que ache importante. Apenas começo a ficar ligeiramente saturado da utilização que considero abusiva de termos, querendo dar-lhes significados que nunca tiveram (de forma geral).

Quanto aos Lusitanos e a sua eliminação e conversão lunguística e hermetismo dos Galaicos, enfim, como é matéria de crença pessoal e aparentemente base de uma mitogenia própria não vou tecer comentários – há até quem vá mais longe e queira por as Astúrias na Galiza. Apenas indico a minha discordância com essa extrema simplificação das coisas (embora provavelmente devido a constragimentos de espaço e tempo), não obstante ser óbvio que a génese de Portugal se encontra no Noroest Peninsular e na Galiza histórica em particular.

Visto haver fórums próprios para estes debates fico-me por aqui, com cumprimentos a todos independentemente da sua filiação proto-histórica. Desculpem-me se não responder mais a este tópico mas apesar de ser interessante estou de momento mais preocupado com dissoluções étnicas cuja escala torna toda esta questão irrelevante.

Comentar por Oestreminis

E eu, feito otário, a comentar algo de 2007… peço ao arqueofuturists que apague este comentário e o anterior, o leitor de RSS prega-me estas partidas (até porque normalmente quando alguém desenterra estes tópicos foi porque fez uma pesquisa no Google e decidiu comentar 6 vezes com nomes diferentes para fazer multidão…)

Comentar por oestreminis

Caro Oestreminis, optei por não apagar os sues comentários, pois afiguram-se absolutamente pertinentes, dada as observações expostas. Perdoe-me, mas prefiro desenterrar um postal de 2007 e conceder-lhe nova dinâmica a permitir a persistência de equívocos.

Um abraço.

Comentar por arqueofuturista

Pessoal, nunca poderei estar contra (ao Contrário !) o Patriotismo/Matriotismo e , tudo o que vocês falam aqui , Galécia , Lusitânia sao assuntos que me interessam profundamente … gostaria que voltássemos ás Nossas Raízes Ancestrais !
Julgo que é esse o Sentimento dos Portugueses que aqui aparecem …
Nao Aceito de nenhuma maneira o Racismo aqui manifestado … se as Descobertas sao motivo de justo orgulho para nós , também temos que nos orgulhar de Inserir ( na Realidade todos já fazem parte de nós genéticamente !Nós Somos Tudo e Todos em Todo o Planeta Terra !AQUI , em Portugal , Terra Ancestral , Estao Todos , Está o Mundo Inteiro , Estamos Nós , Portugal ! O Mal é segregarem-se Portugueses , de diferentes côres e tradiçoes , sim , mas já nascidos cá , já Portugueses por Direito Natural há menso ou mais geraçoes ! …) pessoas /seres humanos , de diferentes raças , côres , culturas e tradiçoes !
Caso contrário também teríamos que condenar as Descobertas por Nós Protagonizadas com todas as suas consequências , também de Nós originárias …
De rsto , um Grande Bem Haja por todos vós e o vosso Patriotismo

Comentar por Rogério Maciel

Portugal é UNO-INDIVISIVEL.Galaicos a norte do rio Douro eram Indo-Europeus Protoceltas. Lusitanos Indo-Europeus Protoceltas norte do rio tejo até ao rio Douro. Celticos Indo-Europeus Celtas a sul do rio Tejo até ao Algarve no litoral de Portugal De Lisboa até Gaia viviam Celtas Indo-Europeus e Turdulos que eram de etenia Ibera ocçidental.Os Turdulos também viviam no sul de Portugal. Informações recolhidas dos estudos feitos e publicados pelo ivestigador J Untermann.

Comentar por Jorge

A lusitania pre-romna de viriato chegava ao cantabrico.

Esta palhaçada da gallaecia e dos galiscos ja mete nojo.

Qualquer Portugues do Algarve a Tras os Montes se considera Lusitano, apenas meia duzia de doentes da bola do porto é que podem pensar o contrário.

A gelecia foi criada depois da derrota de viriato, no periodo romano na 2 divisão da hispania em 298 dc, e durou pouco mais de 100 anos ate 476 dc.

Depois essa conversa do norte de portugal, o que é esse norte do Pinto da costa?

Bem, isso não passa de gondomar ou de ermesinde.

Os transmontanos definem-se como Trasmontanos, e não do norte, bem como os minhotos que se definem minhotos.

Isto do norte, não passa da area metrpolitana do porto e são uma seria de lucubrações de iberistas que querem dividir Portugal.

Se espanha não aceita Portugal como estado, ia aceitar iso da Galécia.

Esta ai a falar um individuo chamodo gabkost, olha aviso-te já artista, estás marcado para a vida.

Ve isto como um aviso serio, estás referenciado, mais cedo ou mais tarde vais ter problemas serios com as autoridades.

Comentar por pedro silva

Estes tipos que vão para o firum galecia incitar aos separatismo, vão ter serios problemas no futuro.

Muito cuidado.

para alem disso a lusitania pre-romana de viriato chegava ao cantábrico.

Comentar por pedro silva

O senhor gabkoost é um separatista vergonhoso que usa dois nick, primeio vem com o nick gabkoost e depois com o zixsix, basta ir oa forum gallaecia para ver que o blog galisco que o zixsix diz ser dele pertene ao gabkosst.

oLha vai brincando enquanto tens tempo, a regionalização nunca se pode fazer no mapa das 5 regiões porque estes tipos não querem regionaliazar nada, querem é destruir portugal e ressuscitar a gallaecia.

Traidores.

Comentar por pedro silva




Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: