Impressões desde Constantinopla (Istambul) 3ª parte
Maio 16, 2007, 4:48 pm
Filed under: Em foco

Por Miguel Ângelo Jardim 

O momento culminante, pelo menos para mim, foi a celebração do Domingo de Páscoa na Igreja Gregoriana Ortodoxa Arménia (monofisita)(1), situada num bairro popular, onde se localizam a maioria das Igrejas Cristãs. Durante o percurso visitamos por alguns instantes uma simpática e acolhedora Igreja Evangélica (protestante). A ideia de concentrar os templos cristãos numa zona específica resulta da política concebida pela ideologia do Império Otomano, em plena conformidade com a teologia islâmica e a sharia (lei islâmica), segundo a qual os cristãos sendo considerados como um dos povos do livro (Bíblia), o outro e o judeu, viviam sob o estatuto de “dhimmis“, ou seja, dispondo de direitos restritos e de liberdade vigiada, habitando zonas confinadas da cidade (medina). Por outro lado, o império Otomano elaborou a teoria de “millet” (comunidade etno-nacional), segundo esta cada povo possuía uma limitada autonomia cultural e religiosa. Falamos de “guetos”?
Continuar a ler