Impressões desde Constantinopla (Istambul) 2ª parte
Maio 5, 2007, 11:15 am
Filed under: Em foco

Passada a primeira noite instalamo-nos numa simpática unidade hoteleira a um preço módico de vinte euros por pessoa. Do terraço, onde tomávamos o pequeno-almoço, usufruíamos de uma perspectiva soberba sobre o Bósforo. Cerca do hotel, e para meu gáudio, um conjunto de editoras e livrarias, uma delas de cariz islâmica, radical e proselitista, espelho da qualidade da edição, de figurino germânico, e da rica variedade de títulos, originais ou traduzidos, do universo editorial Turco. Uma surpresa, pela positiva!

Em três dias e meio visitou-se e conheceu-se o que nos foi possível naquele limitado espaço de tempo. Devo salientar o maravilhoso templo de Santa Sofia, hoje transformado em Museu por iniciativa e intervenção de Mustafa Kemal AtaturK (pai dos turcos). Durante o período do império Otomano foi sempre uma mesquita. Uma nota curiosa: na Turquia e por pressão do nacionalismo laicista, não se utiliza o termo mesquita, de origem árabe, mas antes a palavra turca, cami.

Os arquitectos de Santa Sofia foram os Gregos Anthenius de Tralles, hoje a cidade turca de Aydin, era matemático e arquitecto, e Isidoros de Mileto. Mandada construir pelo Imperador Justiniano, os materiais, com realce para os magníficos mármores, foram trazidos de todos os países do Mediterrâneo e das famosas pedreiras do interior da Anatólia. Milhares de operários e centenas de mestres trabalharam na sua edificação. Na sua concepção arquitectónica é considerada e descrita como uma Basílica (enorme e imponente) de três naves com cúpula, a primeira no seu género. Os simbólicos e maravilhosos mosaicos, os que ficaram do rasto de destruição, representam a iconografia Bizantino-ortodoxa, com alusões à história do Cristianismo.
A Obra…Para visitar, contemplar e reflectir!  
Continuar a ler