Porque…
Abril 19, 2007, 10:05 pm
Filed under: Resistência & Reconquista

       



Considerações necessárias sobre o nacionalismo basco (euskaldun), 7ª parte
Abril 19, 2007, 9:53 pm
Filed under: Em foco, Europa

Conclusões 

Tão nocivo para a construção da unidade europeia é o micro-nacionalismo Basco como é o nacionalismo jacobino estatocrático e centralista, ambos enfermam da mesma tara exclusivista e xenófoba (anti-europeísta). No primeiro caso, o basco, não leva em consideração as transformações operadas na segunda metade do século XX: a vertiginosa ascensão do capitalismo global, a complexidade das redes de informação e comunicação, a geopolítica, a fragilidade das economias de pequena escala. No segundo caso, o nacionalismo de índole jacobina, a evidente extinção das soberanias perante o poder das empresas multinacionais e transnacionais, o desprezo e a ignorância pelas realidades nacionais e linguísticas das pátrias carnais (bascos, bretões, corsos, alsacianos, escoceses, catalães, galeses, galegos, etc.) alojadas no quadro dos estados históricos.

É bem claro que estes dois modelos não oferecem respostas aos desafios colocados pela globalização e pelo mundialismo. A única soberania possível só poderá ser exercida em grandes espaços geopolíticos, cullturais, económicos e civilizacionais, dotados de homogeneidade etno-civilizacional. A implosão de micro-nacionalismos de carácter territorial só contribui para a divisão  do conjunto Europeu, enfraquece e rompe as defesas do nosso continente perante a avalanche dos nossos adversários e inimigos.

Continuar a ler