Face à extinção étnica voluntária
Abril 2, 2007, 10:08 pm
Filed under: Fala Guillaume Faye

Quando sobre um dado território em qualquer parte do mundo e, desde que o Homo sapiens emergiu, uma tribo, uma raça, uma nação, uma etnia procria menos crianças no seu território nativo que um grupo concorrente, ela desaparece e o território muda de proprietário.

– A terra pertence apenas àquele que a povoa, a invade, nela se instala e a submerge demograficamente.

– Disserta-se sobre a Alemanha, a Espanha, a França, a Bélgica, a Holanda, a Itália, a Grã-Bretanha, Portugal, e a Europa que nos agrupa a todos, como se se tratasse de entidades eternas.

– Mas desaparecerão a qualquer momento (e para sempre) se a sua natalidade continua a desmoronar e se populações prolíficas vindas do terceiro mundo continuam a povoá-las perante a indiferença e a inconsciência geral e a substituir os genes dos autóctones pelos seus.

– Em uma só geração, o Kosovo e a Macedónia cessaram de ser países eslavos e ortodoxos para se tornarem muçulmanos devido ao diferencial demográfico (cinco crianças por família de um lado, uma única do outro).

– Se nada se altera, devido à imigração e a este diferencial de natalidade, e ao desmoronamento da demografia autóctone europeia, vários países da Europa Ocidental (entre os quais a França, a Bélgica, a Itália, a Espanha, a Alemanha, os Países Baixos, etc.) não serão mais maioritariamente nem de raça nem de tradição europeia ainda antes da metade deste século.

– Inútil dizer que desse modo não se poderá falar mais da França, da Alemanha, nem mesmo da Europa.

– Estas entidades terão então desaparecido no abismo da história.

– Os nossos contemporâneos parecem completamente invisuais face a este cataclismo histórico que alguma vez teve lugar em toda a História dos povos europeus.

– Todos os países da Europa estão actualmente em défice demográfico, e uma boa metade de entre eles enfrentam uma imigração colonizadora de populações não-europeias com uma taxa de 80% de muçulmanos.

– O resultado deste processo, é o desaparecimento puro e simples da civilização europeia multimilenária!

– Perante este perigo, nenhum governo europeu assume uma política natalista em prol dos autóctones, nenhum governo procura seriamente limitar explosão migratória, mas todos têm um inimigo comum: o racismo!

– Como na URSS totalitária, na Europa neo-totalitária, as palavras têm um sentido oficial diferente do sentido comum. O delito de “racismo”, é o de defender a sua própria identidade, o seu direito à perpetuação biológica.

– Dito de outra forma, os povos Europeus, em todo caso as suas elites, tornam-se culpados de um suicídio, de um auto-genocídio. 

Guillaume Faye
Retirado de « signal d’alarme » N°5


5 comentários so far
Deixe um comentário

Tremenda “realidade de facto” que deveria ser amplamente divulgada !

Comentar por Antonio_Lugano

Si, pero divulgarlo ya se considera “racismo”. Por cierto, pregunta para mis contertulios portugueses: He leido en la prensa (El Mundo, domingo 1 de Abril) acerca de un partido político en Portugal delque no había oido hablar, y que propugna la limitación drástica en lainmigración. ¿Qué hay de ello?
Saludos

Comentar por Pepin

Para Pepín http://www.pnr.pt

Comentar por jibraltar español

Muchas gracias, Jibraltar. Vuelvo con pregunta a mis apreciados contertulios Portugueses: ¿Qué os parece a vosotros? ¿es algo serio o un brote circunstancial? Os lopregunto para tener información de primera mano, porque laprensa… ya sabeis
Otra cosa:Recomendable el libro “Thule, la otra Europa”, que os podeis bajar en pdf.Interesante estudio sobre literatos “malditos” (Brasillach, Drui, Evola…)
Y disculpad que me salga del tema a tratar. Felices Pascuas a todos.

Comentar por Pepin

Da la impresión que a los nacionalistas lusos les gusta por igual el cartel oficial del PNR que la parodia de los Gato Fedorento……..¡Mi no comprender……..!

Comentar por b. vargas




Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: