Negro dia para Portugal
Dezembro 15, 2006, 4:18 pm
Filed under: Em foco, Resistência & Reconquista

Entra hoje em vigor a famigerada lei da nacionalidade aprovada na Assembleia da República com a cumplicidade de todos os partidos políticos ali representados.
Ela representa, a nosso ver, uma contribuição nefasta e destrutiva para o futuro dos Portugueses.
A definição do ser Português reduz-se ao acidente biológico, à mera burocracia, espelha bem a ideologia e a intenção dos seus redactores. Vigora o absoluto “Jus solis” em detrimento do “Jus sanguinis“, no espírito e na letra desta lei a nacionalidade é concedida ao desbarato, promovida a mais um produto de mercado, confinada à frieza de um mero contrato ocasional e oportunista.
Qualquer Português, o que tem os seus longínquos passados nascidos e sepultados em solo pátrio, recusa ver a sua herança bio-cultural partilhada com um qualquer alógeno arribado à última das horas a Portugal.
Esta lei é mais um desafio, mais uma razão para não desfalecer no combate pela nossa Identidade.
É caso para dizer não há lei alguma que corte a raíz ao que verdadeiramente somos.

 Miguel Angelo Jardim


6 comentários so far
Deixe um comentário

É a balcanização do continente europeu com uma agravante. Os povos europeus não apreendem as razões de conflito, vivem passivamente as suas vidas, não sentem apego ao solo e ao sangue. Ao menos nos Balcãs os povos que lá habitam têm noção do peso da história, dos laços comuns, de uma vivência comunitária! Perante a actual situação o pessimismo confunde-se com realismo.

Comentar por Giustiniani

Verdadeiramente um dia triste, negro mesmo,na nossa história enquanto povo livre.

Comentar por social-patriota

Sou do Brasil, o que me parece é que deve ter bastante judeu em Portugal, para aparecer uma lei dessas!?

Será que é a influência da judeuzada americana?

Comentar por Luciano

Amigo Jardim, no se de qué se extraña… la verdad es que en España desafortunadamente llevamos tiempo viendo esto, que cualquier macaco recién desembarcado al cabo de poco tiempo sabe cuales son sus derechos (ni hablar de mandarlo de vuelta!!!) y un poco más y el solidario gobierno socialista lo “naturaliza”. ¿que quiere decir esto? Ni más ni menos que el fin del estado-nación en poco tiempo (y si no me cree, lea a Van Crebeld o a R. Kaplan) y la vuelta a la tribalización y a la inseguridad… Lo que estos imbéciles no saben es la caja de Pandora que estan abriendo… el problema es que se darán cuenta tarde, y nuestros hijos pagarán las consecuencias… Además, vaya usted a China y diga que se acoje como refugiado… verá qué risa les da!!!!!!!!

Comentar por Pepin

Não sei, a mim o que me parece é que temos uma cambada de traidores que nos (des)governam e querem substituir o povo português por outra coisa qualquer de onde certamente não vai resultar “Portugal” mas sim uma massa de gente sem raízes nem identidade especifica.

Comentar por social-patriota

que lastima..que pena… y los proximos somos nosotros italianos.
Ya el nuestro parlamento esta para hacer la misma ley!!

Comentar por Sikandar




Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: