Fóruns a conhecer
Outubro 8, 2006, 4:31 pm
Filed under: Ligações Amigas

Após ter sugerido a visita regular a alguns blogues eis que aconselho o registo em alguns fórums bem interessantes, e quiçá desconhecidos da maioria dos leitores, lugares internáuticos onde se pode discutir, em alguns casos em português, os assuntos mais diversos, descobrir um pouco de tudo sobre a nossa Europa e estar sempre informado acerca dos últimos avanços da resistência identitária europeia. 

EU.Nationalist.org é um fórum onde os nacionalistas europeus dão a conhecer notícias das suas terras, seja sobre o desenvolvimento do combate identitário, seja acerca dos movimentos do inimigo.  

Forum Stirpes local de cultura europeia, contendo uma secção em que se pode escrever na língua de Camões.   

Land Of Heroes composto quase exclusivamente por nacionalistas identitários do sul da Europa, também este fórum oferece um espaço para se discutir em português.  

Forum Skadi de orientação nórdica mas aberto à participação de todos os europeus, este fórum é uma enciclopédia online.



Direitos Humanos, propaganda moralista
Outubro 8, 2006, 3:47 pm
Filed under: Fala Guillaume Faye

Aparelho central da ideologia moderna do progresso e do igualitarismo individualista, e meio pelo qual se instaura uma polícia do pensamento assim como a destruição dos direitos dos povos.

Síntese da filosofia política (a menos que mal entendida) do século XVIII, a propaganda moralista é um horizonte inevitável da ideologia dominante. Com o anti-racismo, funciona um dos dispositivos centrais do acondicionamento mental colectivo, do pensamento fácil e da paralisia de toda a rebelião. Profundamente hipócrita, a ideologia dos direitos humanos adapta-se a toda a miséria social e justifica todas as opressões. Funciona como uma verdadeira religião laica. “O homem” é aqui um ser abstracto, um consumidor-cliente, um átomo dos laços comunitários e das suas propriedades diferenciais. É surpreendente constatar que a ideologia dos direitos humanos foi formulada pela Convenção da Revolução francesa imitando a dos puritanos americanos.
Continuar a ler